Polícia prende acusado de matar mulher no bairro Espinheiro

 

A Delegacia de Homicídios de Joinville desvendou um homicídio ocorrido no dia 27 de junho deste ano, no bairro Espinheiros, na Zona Leste da Joinville.  A vítima, identificada como Luana Telles Modesto, foi emboscada dentro de um veiculo de transporte por aplicativo e assassinada a tiros.

A investigação apurou que Luana mantinha relacionamento amoroso com homem preso pela morte e decapitação de Alan dos Santos, em 2017. Em razão de elementos passionais, o companheiro da vítima, que segundo a polícia, pertence a uma organização criminosa, determinou sua morte, que foi executada por outros integrantes da facção que estão em liberdade.

As prisões obtidas em função da investigação foram cumpridas na tarde de quinta-feira (6), no bairro Espinheiros. Durante as diligências, foi possível apreender duas armas de fogo, um simulacro e drogas, tornando possível a autuação em flagrante do acusado do crime.

O crime

Luana foi morta na rua Prefeito Baltasar Buschle, no bairro Espinheiros. Ela acionou o serviço de um Uber, no bairro Morro do Meio, na Zona Oeste da cidade. Durante o trajeto, um casal que estava no centro da cidade embarcou no veículo com destino ao bairro Espinheiros.

No momento em que os ocupantes desceram do carro, Luana foi alvejada no peito e o suspeito fugiu a pé pela rua Professora Ignes Hassel Man.

//