Artistas reclamam atraso no lançamento do edital do Simdec de 2018

O Conselho Municipal de Políticas Culturais (CMPC) usou a Tribuna Livre na sessão de quarta-feira (31), para apelar aos vereadores para que cobrem a Prefeitura quanto a atrasos no lançamento do edital do Sistema Municipal de Desenvolvimento pela Cultura (Simdec). Com Plenário lotado de produtores culturais, artistas e músicos, o Conselho criticou ao Decreto nº 30.176/2017, assinado pelo prefeito Udo Döhler no final de 2017 para regulamentar a lei de criação do Simdec.

De acordo com o presidente do CMPC, Anderson Dresch, nos últimos anos têm ocorrido atrasos na publicação do edital do Simdec, o que prejudica a produção cultural na cidade. Em 2018, até o momento, não foi lançado edital. “Esse ano nós praticamente já jogamos a toalha, porque já é novembro e nada de sair edital do que seria o principal fomento cultural em Joinville”, afirmou.

Anderson citou, ainda, a falta de diálogo na elaboração do Decreto nº 30176/2017, assinado, segundo ele, sem nenhum debate com o Conselho de Políticas Culturais. Para ele, o decreto engessou a produção cultural da cidade, burocratizando a liberação de recursos. “O decreto vai na contramão de tudo que se pensa em legislação cultural, não melhorando em nada a cultura”.

O presidente do Conselho leu uma moção de repúdio ao tratamento que a Prefeitura tem dado ao setor cultural. Alguns vereadores usaram o tempo destinado aos partidos políticos para comentar as críticas, e sugeriram fazer um debate na Câmara sobre o assunto. O presidente da Comissão de Educação, Claudio Aragão (MDB), afirmou que vai convocar uma reunião extraordinária da comissão, convidando os secretários envolvidos para debater os supostos problemas com Simdec, mas não chegou a definir data.

//